fbpx
Tesla: Acidente Fatal em Piloto Automático

Tesla: Acidente Fatal em Piloto Automático

Detalhes do Acidente:

O acidente fatal com carro elétrico Tesla ocorreu na Florida a 7 de Maio de 2016 mas foi apenas comunicado recentemente (Julho 2016) quando a Tesla revelou que a U.S. National Highway Traffic Safety Administration ou (NHTSA) deu início a uma avaliação preliminar ao sistema de piloto automático nos carros Tesla.

A 7 de maio pelas 15:40h na Florida, Joshua Brown de 45 anos foi morto quando o seu Tesla Model S passou por debaixo de um semi-reboque e o para-brisas do carro embateu diretamente com o semi-reboque e foi arrancado.

 

Perspectiva de cima onde podemos ver a trajetória do veículo:

acidente fatal com carro elétrico tesla

 

Tesla Responde

A Tesla adicionou o seu próprio entendimento acerca dos eventos neste acidente:

“O que nós sabemos é que o veículo estava numa via rápida dividida e com o piloto automático ligado quando um trator com semi-reboque se atravessou na perpendicular em frente ao veículo. Nem o piloto automático nem o condutor se deram conta do trator e semi-reboque branco em frente ao céu muito luminoso desse dia. A altura elevada do semi-reboque combinado com o seu posicionamento fizeram as circunstâncias extremamente raras de impacto fazendo com que o Tesla Model S passasse por baixo do semi-reboque sendo o primeiro impacto o para-brisas no Tesla Model S.”

O facto do sistema de piloto automático não ter dado conta do atravessar de um semi-reboque como obstáculo e iniciar a travagem ou simplesmente desviar é o que está a preocupar muita gente. É compreensível que a câmara não consiga detetar o semi-reboque por ele ser de cor branca tendo o céu super iluminado por trás mas o que é menos compreensível nisso é o radar também não ter detetado o semi-reboque e acredito que esta ultima parte precise de esclarecimento.

 

10-carros-eletricos-maior-autonomia-2015-2016

 

Esta noticia abalou a confiança dos consumidores nesta tecnologia e na condução autónoma, as ações da empresa sofreram uma desvalorização de 3% na Nasdaq.

É esperado que no ano de 2020 esta tecnologia esteja completamente em uso pelo mundo, aposta nisso empresas gigantes como a Google ou a General Motors, até lá muito desenvolvimento ainda necessita de ser feito e problemas como estes são esperados apesar de extremamente raros. Como dito anteriormente, este foi o primeiro acidente fatal em piloto automático e aconteceu após mais de 200 milhões de kms feitos pelos carros Tesla em piloto automático.

Situação em que foi o Piloto Automático a salvar o dia!

Pelo que podemos ver a vitima já teria sido salva anteriormente pelo piloto automático (video em baixo), desta vez infelizmente não correu da melhor maneira.

 

 

Fechar Menu