fbpx
Portugal Energias Renováveis Durante 47 Dias

Portugal Energias Renováveis Durante 47 Dias

energias renováveis

 

Depois de Portugal ter batido o recorde ao estar 4 Dias Inteiramente a Consumir Energias Renováveis, parece incrível mas desta vez foi muito além disso, as Energias Renováveis foram responsáveis por abastecer o consumo de energia em Portugal durante 47 dias.

Apesar de não serem dias seguidos, nos primeiros meses de 2016 as energias renováveis foram responsáveis por abastecer 100% do consumo de energia em Portugal, ora aqui está mais uma grande vitória.

E não só foi gerada energia suficiente para abastecer Portugal na totalidade como foi gerada energia muito alem das necessidades e tiveram de exportar o excedente para Espanha.

Em Maior Detalhe

Entre Janeiro e Maio deste ano (2016) as barragens foram responsáveis por 45,2% de toda a energia produzida e as eólicas geraram 24,7% de toda a energia produzida. Por ultimo, e com menos relevância temos a energia solar e biomassa que tem vindo a crescer e que contou com 1,1% no caso da energia solar e 4,1% no caso da biomassa. Enquanto isto as centrais que usam energias fósseis foram responsáveis por 24,9% do total, um numero em queda!

A APREN (Associação Portuguesa de Energias Renováveis) adianta que tendo em conta os 24,7% gerados pelas eólicas e os 24,9% gerado por fontes fósseis, os valores estão muito próximos que é um grande feito para as energias renováveis.

Exportações em Detalhe

Durante estes 5 meses (de Janeiro a Maio) a exportação disparou para 4168 GWh, isto é, durante estes 5 meses exportamos quase tanto quanto o que importámos durante todo o ano de 2015 (4549 GWh), inverteu-se completamente a situação.

Segundo o boletim da APREN:

“Isto significa que Portugal obteve um saldo exportador, a diferença entre eletricidade exportada e importada de 3666 GWh”.

Sá da Costa (Presidente da APREN) estima que seja “equivalente a 106 milhões de euros” que contrasta com os 114 milhões que foram gastos por Portugal em 2015, este ano foi importada mais energia do que exportada.

Consequências destes Resultados

Uma das consequências destes resultados é que o preço da energia desce em toda a península ibérica.

Mas ainda vamos ter de aguardar pelo final do ano para podermos fazer comparações entre as energias renováveis e as fósseis, muito ainda pode mudar durante os restantes meses deste ano.

Consequências para o Consumidor final?

Apesar dos 106 milhões de ganhos durante este 5 meses por via das exportações, o consumidor final não verá qualquer diferença no preço da energia, o valor que se paga por KWh é fixo precisamente para poder incluir estas oscilações, explicou Sá da Costa.

Fechar Menu