fbpx
Como Funciona a Energia Eólica Residencial

Como Funciona a Energia Eólica Residencial

Nos dias atuais, a preocupação com o meio ambiente está cada vez maior, porque a destruição do nosso planeta está evoluindo e cada um precisa fazer a sua parte para cuidar dele. Uma das formas de cuidar do ambiente é aderindo a uma fonte de energia natural limpa, como a energia eólica.

O que é energia Eólica

A energia eólica é produzida pelos ventos e gerada por meio de aerogeradores. A força do vento é captada por hélices ligadas a uma turbina que faz funcionar um gerador elétrico. Essa energia é limpa, abundante e renovável.

A energia eólica já é usada há mais de três mil anos. Na antiguidade ela era utilizada em moinhos, que serviam para drenar e bombear a água, moer grãos e outras atividades que usavam a força mecânica, mas também a energia elétrica.

 

A energia eólica pode ser usada em três diferentes sistemas:

  • Sistemas isolados – Esse sistema armazena a energia em baterias, por isso é ideal para a transmissão da energia eólica em residências e em menor escala.
  • Sistemas integrados na rede – Esse sistema entrega a energia diretamente para a rede elétrica, em geral em maior escala e com fins comerciais.
  • Off Shore – É um sistema de produção eólica instalado no mar para aproveitar os ventos fora da costa e utiliza redes elétricas para enviar energia para o continente.

 

Como funciona a energia eólica residencial?

Para que uma pessoa possa colocar energia eólica em sua residência, ela terá que fazer parte da microgeração distribuída, e para isso, é necessário apresentar um projeto à distribuidora de energia. Se for aprovado, o cliente terá que arcar com todas as despesas dos equipamentos e do novo medidor que vai registrar a entrada e a saída de energia.

 

Componentes que formam a energia eólica residencial:

  • Pás – Os sistemas eólicos funcionam apenas em locais com ventos constantes e fortes, capazes de movimentar as pás e mantê-las em movimento. Alguns modelos possuem um dispositivo especial que colocam as pás na direção do vento.
  • Rotor – É a parte da turbina que gira em torno do seu próprio eixo, transformando a energia cinética do vento em energia mecânica, que movimenta o gerador elétrico.
  • Baterias – Nos sistemas desconectados da rede pública, é preciso contar com um banco de baterias para guardar a energia gerada. Já na microgeração distribuída, como a energia produzida é enviada para a rede pública, as baterias se tornam opções para uma autonomia no caso dos apagões.
  • Rede pública – Para garantir a segurança, proteção e a operação do sistema de distribuição, a concessionária estabelece padrões que devem ser compridos pelo cliente interessado na microgeração distribuída, que também pode combinar energia eólica com energia solar, para substituir períodos com poucos ventos.
  • Consumo – A energia eólica residencial gerada é contabilizada em kWh no medidor. A fatura representará a diferença entre a geração e o consumo da família. Saldos positivos se transformam-se em créditos que podem ser utilizados por 36 meses, inclusive em outros endereços, desde que tenham o mesmo titular e sejam na mesma área.

 

Vantagens da energia eólica residencial

  • A energia eólica é uma energia renovável, ou seja, não prejudica o meio ambiente;
  • A energia eólica é uma ótima alternativa para locais que gastam muita energia, como prédios residenciais, hotéis e pousadas.
  • Quem gasta menos energia eólica ganha créditos para gastar em vários meses, diminuindo assim a sua conta de energia.
  • No mercado é possível encontrar diferentes sistemas com aero-gerador para residências de tamanhos variados.
  • A energia eólica oferece autonomia e menos gastos, e o melhor não agride o meio ambiente.

 

Deixe uma resposta

Fechar Menu