Skip to main content
Conheça a tecnologia já testada no Brasil carro abastecido com esgoto

Conheça a tecnologia já testada no Brasil carro abastecido com esgoto

O gás produzido por dejetos encontrados nos esgotos, biometano é totalmente renovável e tem custo quase a metade a menos que o do diesel.

No filme “De Volta para o Futuro dois” o cientista Doutor Brown abastece o DeLorean para viajar no tempo usando apenas lixos domésticos como casca de banana e cerveja com a lata, por meio de um dispositivo instalado em sua própria maquina, os mesmos são chamados de “Senhor Fusão”. Na trama, o cientista havia trazido este equipamento para inverte dejetos em combustível do futuro: naquele caso, era em 2015.

Esta realidade da ficção ta se tornando um fato no Brasil: atualmente, em 2017, ainda não tem como colocar uma casca de banana no tanque de combustível e sair andando, mas estudiosos afirma que já existe uma tecnologia no Brasil para gerar combustível de veículos automotivo de gases de esgotos, do lixo, do lixo de corsinha, restos de residos da agricultura e até mesmo da titica de galinha.

Conta-se do biometano, produto realizado por uma visão refinada do biogás, que é tirado da matéria orgânica sem a sua decomposição por meio de tecnologias chamadas de biodigestores.

Este tipo de biometano pode abastecer veículos com o kit de GNV, que já é conhecido. Contudo, diferente do gás natural veicular, que tem origem fóssil igual a gasolina e o diesel, o biometano é totalmente renovável.

Com a confirmação do CIBiogás (Centro Internacional de Energias Renováveis/Biogás), o biometano pode chegar a reduzir em quase 100% as emissões de poluentes comparado com a gasolina. Seu uso ainda pode previne o lançamento de metano no meio ambiente, um de alguns vilões do famoso aquecimento global.

O recarregamento do biometano em automóveis tem uma regulamentação formada por ANP (Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis) desde 2015. E Infelizmente ainda não esta sendo oferecido em nenhum posto de combustível no Brasil.

No país, apenas o biogás já é usado para gera energia térmica e elétrica, mas essa realidade também tende muito a crescer no Brasil.

Essa inovação de combustível sustentável está em varios testes em indústrias e empresas no país. E tudo indica que vai chegar ao mercado em pouco tempo. A Sulgás (Companhia de Gás do Estado do Rio Grande do Sul), afirmou em janeiro que já ira lançar, durante alguns meses, acontecera uma chamada para aquisição de mais ou menos 200 mil metros por dia de biometano, que será comercializado em diversos lugares do país.

Contudo, empresas do Brasil ta trabalhando para produzir biometano e com isso abastecer parte de alguns automóveis. Uma dessas empresas é a conhecida Sabesp (Companhia de Saneamento do Estado de São Paulo), e a outra é a companhia hidrelétrica de Itaipu Binacional, localizada em Foz do Iguaçu (PR).

Combustível de Esgoto

A grande em presa da Sabesp vai ser a primeira do país a finalmente produzir biometano principalmente à parte do tratamento de esgoto, na em Franca, no interior de São Paulo.

A produção começa em 2017 e conta com ajuda do Instituto Fraunhofer, da Alemanha, que deu o equipamento para inverte o biogás resultante do esgoto em biometano. Essa tecnologia retira impurezas do biogás de dejetos de esgotos e aumentar a concentração do metano para quase 100%, ficando dentro das especificações da ANP para uso em veículos.

Quando tiver sendo produzido, o combustível sustentável terá que passar por fases de testes com acompanhamento de reguladores, como a ANP, para garantir que o atendimento às especificações esteja correto. A ANP disse que já está trabalhando na especificação para o biometano de aterros sanitários e de lugares que tenha estações de tratamento de esgoto.

Afinal em que vai melhora com a utilização desta ideia de gás retirado de dejetos de esgotos como combustível para veículos? Resulta em ganhos na economia, em benefícios para a sociedade e sem conta que ajudara bastante no meio ambiente. Com isso acontecera uma grande redução no consumo de combustíveis e do aumento de gases de efeito estufa, confia Cristina Zuffo, pesquisador e superintendente de Pesquisa e Desenvolvimento da empresa da Sabesp.

Agora o que temos para fazer é acompanhar essa grande ideia, juntos com a trama política que ta acontecendo para que esse seja produzido no país e torcer para o biometano dar certo é não fique só como mais uma peça de ficção científica.

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!